Engenharia Informática, Redes e Telecomunicações

A Licenciatura em Engenharia Informática, Redes e Telecomunicações da Universidade Lusófona de Lisboa pretende:

1. Formar licenciados com fortes capacidades de responder aos desafios colocados pelo mercado de trabalho nas áreas da informática aplicada às telecomunicações e redes, do desenvolvimento de aplicações ao projeto, gestão e instalação de serviços e infraestruturas.
2. Completar essas competências com disciplinas mais avançadas, refletindo os avanços recentes na área das Ciências e Tecnologias de Informação.
3. Desenvolver perfis com fortes competência tecnológicas e humanas, de modo a que os candidatos possam obter um alto grau de empregabilidade no final do 1º ciclo, ou prosseguir os estudos de 2º ciclo com excelentes perspetivas de sucesso.
4. Oferecer um ensino de qualidade assente num corpo docente integrando especialistas e académicos com elevado potencial pedagógico e atividade comprovada em investigação.
5. Proporcionar aos licenciados um amplo leque de escolhas profissionais.

As principais razões para frequentar a Licenciatura em Eng.ª Informática são as seguintes:

  1. Aceder a um estatuto profissional com elevado potencial de mercado, através de um perfil reconhecido com fortes competência tecnológicas e humanas, garantindo um elevado grau de empregabilidade e a possibilidade de prosseguir os estudos de 2º ciclo com excelentes perspectivas de sucesso.
  2. Usufruir de um ensino de excelência assente num corpo docente de qualidade, integrando especialistas e doutorados com elevado potencial pedagógico e actividade comprovada em investigação.
  3. Ter acesso a vários estágios e formações empresariais ao longo do curso, no âmbito das diferentes parcerias desenvolvidas pelo DEISI, potenciando a empregabilidade assim como um nível de qualificação elevado antes da conclusão do curso.
  4. Poder efectuar o Trabalho Final de Curso inserido em projectos inovadores, pelo facto de uma maioria do seu corpo docente estar agregado aos Centros de Investigação da ECATI ou às empresas parceiras do DEISI.
  5. Tirar partido do Centro de Incubação de Empresas PLAY, que garante apoio às ideias dos jovens alunos mais empreendedores, potenciando a sua transformação em empresas de sucesso.